6631171093_68b54bde17_b

PM fascista transforma Cracolândia em zona de tortura explícita

Desde o início do ano o Governo do Estado de São Paulo vem promovendo a militarização da região da Cracolândia, onde se concentram usuários de drogas. O processo tem ocorrido de forma violenta, e o pior, sem punir os verdadeiros responsáveis pelo tráfico na região, o que mostra mais uma vez a falta de tato que a PM paulista tem, seja lidando com alunos que protestam, seja lidando com dependentes químicos.

Mais que falta de tato, a militarização é uma prova do quanto o governo estadual está inapto a lidar com situações de ordem pública. Os usuários de drogas que antes ficavam na região da Cracolândia foram dispersados para várias outras regiões da capital paulista.

Os usuários foram recebidos a tiros de balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e golpes de cacetetes, no que a PM de Geraldo Alckmin diz ser uma tática eficaz para levá-los para clínicas de reabilitação.

Direitos humanos violados é um dos muitos erros da polícia arbitrária do governo estadual que, segundo o próprio governador, não tem data para se retirar do local.
Diversas ONGs especializadas no tratamento de dependentes químicos protestam na região desde o início das atividades da PM.

Imagens: Flickr/serjaocarvalho

2 pensamentos sobre “PM fascista transforma Cracolândia em zona de tortura explícita

  1. Pingback: Mais do mesmo: PM fascista e mídia manipuladora x Comunidade do Pinheirinho | Okay, Let's Go!

  2. Pingback: Emicida preso: dedo na ferida do governo elitista e sua PM fascista | OkayLG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s