Participantes do Mulheres Ricas (Imagem: Divulgação)

Está aberta a temporada 2012 de futilidade pão e circo, salvem suas crianças!

Só estamos no fim da primeira semana de 2012 e já estamos dentro da temporada de futilidade que a TV nos traz todo ano.  São longas horas durante três longos meses de perca de tempo na frente da caixa mágica acompanhando a vida boa de estranhos, acompanhando a guerra por dinheiro, gastando dinheiro – conta de luz, telefone, internet – para saber quem vai ganhar o prêmio.

Bem vindos ao BBB.. oh, esperem! Tem mais! Este ano fomos presenteados!

Agora você tem uma nova opção, toda segunda-feira, na emissora da família Saad – Band – você pode acompanhar a vida mais do que boa de madames bilionárias! Bem vindos agora ao Mulheres Ricas!
Futilidade? Imagina! Como diz Lydia Sayeg – uma das participantes do programa da Band – “rico tem que gastar”. E o pobre agora tem que  acompanhar a gastança!

Sinto que chegamos ao ápice da cultura pão e circo. Não bastasse a espiadinha bilionária – para a Rede Globo que é quem fatura mesmo – e a sitio do bispo, agora temos como acompanhar a difícil realidade das socialites desse Brasil!

Aí vem alguém e me diz: Pô, tá reclamando do que? Assiste quem quer!

Claro, assiste quem quer! Mas vem cá, cadê o conteúdo educativo que toda emissora de TV no Brasil deve ter na sua programação?
A implementação da TV em nosso país foi idealizada de forma que a TV viesse a ser um auxiliar educativo-cultural aos cidadãos, o que nunca ocorreu na realidade.
A emissora da família Marinho – Rede Globo – até tenta ter algo na sua programação que possa chamar de educativo, mas qual é o trabalhador brasileiro que vai acordar às 5h da manhã de um sábado para assistir um programa educativo? Sim, a emissora só transmite programas educativos de madrugada, ou nas manhãs dos fins de semana. Ainda assim transmite alguma coisa, coisa que todas as outras não fazem.

Outro alguém me diz: E a TV Cultura? TV Brasil?

Bom, a TV Cultura e a TV Brasil são frutos dos governos Estadual – de São Paulo – e Federal. Tendo em vista a falha na TV privada em transmitir conteúdo educativo, nossos políticos resolveram fazer com que esse dever ficasse por conta do estado. Como uma mãe que cria um filho mal educado e passa a mão em sua cabeça quando ele faz um mal feito, a TV Cultura tá aí há muitos anos para nos presentear com o conteúdo educativo – que sempre foi nosso de direito – que as TVs comerciais não conseguiram – ou não quiseram – nos trazer. A TV Brasil foi uma reação totalmente retardada do Governo Federal de fazer o mesmo que fez o do Estado de São Paulo.

Por mais que a TV pública educativa esteja à nossa disposição, as novelas, realities e jornalismo sensacionalista ainda são donos de mais de 90% da audiência no país. Já é hora da população acordar e mostrar ao governo que quer mais do que essa alienação barata que tira bilhões de nós e repassa a eles de mão beijada.

6 pensamentos sobre “Está aberta a temporada 2012 de futilidade pão e circo, salvem suas crianças!

  1. Crítica muito boa Henrique!
    Infelizmente a TV brasileira ainda é um forte instrumento de persuassão sobre a população, não só brasileira, mas de alguns lugares do mundo. No Brasil isso já é antigo, basta lembrar da ligação dos Marinho com o ainda então candidato a presidência Fernando Collor nos pleitos de 1989, e que resultou na descarada – e eleitoralmente criminosa – campanha Pró-Collor na TV Globo.
    Mas sinto que a situação começa a mudar lentamente. A cada dia menos e menos pessoas compactuam com esse sensacionalismo barato e alienalista.
    Que o Brasil e outros países do mundo se libertem desse mal definitivamente.

    • Obrigado pelo comentário João Paulo!
      Também sinto que as coisas vêm mudando e tenho esperanças de que em breve – ou mesmo não tão breve – tenhamos uma população mais bem instruída em relação à alienação de massa que ocorre hoje no Brasil e no mundo.

  2. Concordo com alguns pontos, mas gostaria de lembrá-lo que a tv nunca foi idealizada com o objetivo de veicular cultura. Acredito que isso seja importante, mas as pessoas não vivem somente de produções culturais. O BBB e o programa das Milionárias respondem a anseios do mercado e a demanda do público e esse não é um fenômeno exclusivo ao Brasil. O Pão e circo está em todo lugar.
    E acho muito grave considerar a TV Brasil como uma iniciativa retardada, pois é uma tv bem idealizada cuja transmissão está em vias de expansão.
    E a televisão não retira bilhões de ninguém. Ela propicia que isso aconteça, mas nunca vi ninguém sendo lesado por assistir televisão.
    Questionar é muito bom, principalmente a mídia no Brasil, que é completamente atrasada. Agora quando isso é feito somente como um subterfúgio para criticar o governo, sua finalidade se esvai.

    • Obrigado pelo comentário Michael, já esperava por ele exatamente como veio!
      Quando digo que a TV Brasil é uma iniciativa retardada, entenda no sentido de que seja uma iniciativa que demorou para chegar.
      É triste que veja meu texto apenas como um subterfúgio para criticar o governo, mas novamente agradeço à sua atenção e o seu comentário.

  3. Realmente desculpa, mas tenta evitar ambiguidade no seu texto tá? Porque quando uma pessoa um pouquinho pró governo como eu já irá para o sentido degradante!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s